sábado, 6 de maio de 2017

10 dicas para quem está em transição capilar

Essa fotinha é de quando eu estava em transição e um ano depois. Já faz dois anos que uso o cabelo natural!
Oi gente! Tudo bem com vocês? As dicas de hoje vão para quem está passando pela transição capilar, que é o processo de libertar os fios das químicas de transformação, como progressivas e permanentes, e começar a assumir ele naturalmente. Como eu sei que é uma época de muitas dúvidas, trouxe algumas dicas para facilitar o momento. Vamos?!



1. Dê um tempo da chapinha e do babyliss
Sei que a transição é um momento difícil, que a gente vê nosso cabelo sem forma e fica querendo dar um jeito de deixar ele "usável", mas fontes de calor, como chapinha e babyliss, definitivamente são uma péssima ideia nessa época.  As madeixas já estão fragilizadas, depois de tanto tempo de químicas e elas precisam mesmo de um tempo desses utensílios. Além de que, o uso da chapinha pode retardar a volta dos cachos, já que ela alisa o fio. Se precisar, use o secador, mas também não com grande frequência.

2. Texturizações e acessórios sempre!
Existem várias texturizações que você pode fazer pra deixar todo o cabelo em uma textura só. No YouTube, por exemplo, há vários vídeos ensinando como fazer as mais diferenciadas e tem para todos os gostos: com bigudim, fitagem, coquinho, plopping, entre outras. Algumas são mais simples e outras demandam mais tempo, mas com certeza você vai encontrar uma que lhe agrade. Caso não, os acessórios também estão aí para ajudar: bandanas, grampos, entre outros.

3. Apare as pontas do cabelo a cada dois ou três meses
Nem todo mundo quer fazer o BC e não tem problema nenhum, mas é essencial aparar os fios a cada dois ou três meses, até mesmo se você já tiver terminado a transição e esteja usando as madeixas completamente naturais. Para quem está em transição, cada pontinha de cabelo quimicamente tratado tirada vai ajudar com que os cachos vão se formando - e é preciso tirar toda a parte alisada, mesmo que aos poucos. Para quem já passou pela transição, é uma manutenção dos cachos, garantindo que eles não comecem a se emaranhar, deixando os fios difíceis de pentear.

4. Dê preferência a produtos sem petrolatos e sulfatos
Como eu já falei antes, a transição é um momento de fragilidade para os fios, e mesmo quando ela termina, os cabelos cacheados e crespos tem uma tendência ao ressecamento maior que os outros tipos. Para evitar isso e fazer com que seu cabelo cresça mais saudável, evite produtos que contenham petrolatos, que criam uma capa ao redor do cabelo maquiando e impedindo que a hidratação penetre, e sulfatos, que são detergentes agressivos de limpeza, que costumam ressecar bastante os cachos. Caso queira saber mais sobre isso, clica aqui.

5. Invista em um cronograma capilar
Cuidar é a palavra de ordem nesse momento! E o cronograma capilar é uma forma de cuidar dos fios dando todos os nutrientes que ele precisa: água (hidratação), óleos (nutrição) e força (reconstrução). Você pode montar um esquema de acordo com a quantidade de vezes que lava o cabelo na semana ou da forma que sentir necessidade. Para saber mais sobre cronograma, clica aqui.

6. Participe de grupos e compareça a encontros
Há uma infinidade de grupos para quem está em transição capilar no Facebook, não é nem preciso procurar muito para achar. É importante porque vai te deixar por dentro de várias informações que você ainda não sabia, além que será um estímulo ver outras meninas que estão passando ou já passaram pela mesma fase de você. Os encontros de cacheadas são uma extensão desses grupos e contam com palestras e conversas. Além de fazer várias amizades novas. Só vantagem!

7. Leia sempre
Se informar é uma maneira de ter certeza que você está dando ao seu cabelo o que ele precisa, seja um xampu, máscara ou outro tratamento capilar. Saber ler e entender os rótulos com certeza é necessário, pois você saberá exatamente o que está colocando no cabelo e se ele dará o efeito que você espera. Há vários blogs e grupos do Facebook que podem ajudar você a entender mais sobre isso.

8. Não dê ouvidos a comentários negativos
Muitas pessoas ainda não entendem e até mesmo acham cabelos cacheados e crespos feios, já que aprendemos a nossa vida inteira que cabelo bonito e "bom" é o liso. Apesar de isso não passar de uma besteira, muitas pessoas criticam (por vezes, até dentro da nossa casa) o fato de querermos voltar aos nossos fios naturais. Se essa é a sua vontade, vá em frente sem dar ouvidos a esses comentários, pois, mesmo que venham de pessoas que você goste e machuque, você que sabe o que é melhor pra você e como se sente bem! Se te amam, vão amar de qualquer forma - e mais ainda da forma que você se sente bem.

9. Você fica linda de cabelo curto
Vejo algumas meninas preocupadas porque querem fazer o BC (Big Chop), mas ficam com receio da opinião alheia sobre o cabelo curto. Essa história de que mulher tem que ter cabelo grande é a maior bobagem! Podemos usar o cabelo do jeito que nos faz sentir bem, seja curto, longo, crespo, liso, sem cabelo. Ok? Então liberte-se e faça da maneira como te deixa mais feliz! Você é linda!

10. Seja paciente
É um período delicado em que a paciência e peça chave para que tudo aconteça de maneira tranquila. Seu cabelo, no começo, pode ficar bastante ressecado e quebradiço, justamente pelo tempo de química e você realmente vai ver como seu cabelo está. Mas com os tratamentos certos e muito carinho e amor, os cachinhos/crespinhos vão voltar lindos e super saudáveis.

Eu espero que vocês tenham gostado das dicas e que elas ajudem vocês a passar pela transição capilar de maneira mais tranquila. Caso tenham dúvidas ou sugestões, deixem nos comentários que eu respondo, ok? Beijos e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário