segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Por que o cowash dá certo?


Ainda existe uma desconfiança muito grande a cerca da prática do co-wash. Será que limpa tão bem quanto o xampu? Pois bem, já que a técnica está sendo bastante difundida, principalmente entre crespas e cacheadas, eu vou contar pra vocês porque o condicionador limpante é um ótimo substituto do xampu.


Primeiro eu sempre gosto de deixar claro que a minha opinião é baseada nas minhas experiências práticas e teóricas, e que não tenho nenhuma formação acadêmica para afirmar nada. É um ponto de vista meu e eu tomo bastante cuidado com o que escrevo aqui para não prejudicar ninguém. Mas, de fato, não há base acadêmica a não ser pelos artigos, sites e livros que leio.

Sendo assim, vamos ao que interessa. existem três grupos de ingredientes que podem compor a formulação de um cowash:

- Surfactantes catiônicos: Embora não haja comprovação científica, há alguns emulsificantes nos condicionadores que seriam capazes de higienizar os fios.  Ao contrário dos shampoos esses surfactantes são catiônicos. Ou seja, atuam para cobrir  trechos danificados dos nossos fios, formando uma película protetora dos fios. Nesse processo, eles podem se grudar à sujeira e à gordura, que são eliminadas no momento do enxágue. Exemplos: Cetrimonium Chloride, Cetyl Alcohol e Stearyl Alcohol.

- Anfóteros: Eles pertencem ao grupo dos surfactantes, mas são mais suaves, ao contrário dos surfactantes aniônicos (os sulfatos fortes dos shampoos tradicionais). Eles possuem propriedades antibacterianas e também têm ação desengordurante. Exemplos: Cocamidopropyl Betaine e Olivamidopropyl Betaine

- Extratos botânicos de limpeza: eles limpam sem retirar a oleosidade natural dos fios. Apenas fumaça, poluição, resíduos de outros produtos, etc. Exemplos: menta, mentol, ácido cítrico, extrato de babosa, extrato de erva-cidreira.

O co-wash conseguiu convencer vocês do poder limpante dele?
Lembrando que não é qualquer condicionador que está liberado para a técnica de co-wash. Saber sobre a composição é essencial para se ter certeza que o produto comprado é de qualidade. Tirei essas informações do site Resistência Armada Salão dos Cachos (lá tem muita informação legal, vale a pena acessar).

Minha opinião sobre o uso: confesso que no começo eu achava estranha essa história de lavar o cabelo com condicionador, mas à medida que comecei a entender do que realmente se tratava, resolvi experimentar. E, sinceramente, não tenho o que falar de mal. Até agora, os produtos que usei higienizaram meus fios de forma satisfatória, alguns até, melhor do que os xampus.

Acho que pra quem está pensando em tentar, deveria sim. Mas atente para todas as dicas de como fazer a técnica bem feita, porque muita gente não presta atenção nesses detalhes e acaba pondo a culpa no co-wash quando, na verdade, a pessoa não cumpriu a técnica de maneira correta.

Então, eu fico por aqui. Deixem as opiniões e dúvidas de vocês nos comentários, ok? Beijos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário