quarta-feira, 13 de julho de 2016

Parem de dizer que cabelo crespo/cacheado é moda!

De uns tempos pra cá, muitas pessoas (principalmente mulheres) decidiram libertar seus cabelos crespos e cacheados de anos de químicas permanentes. Basta andar na rua pra perceber que o número de madeixas cacheadas e crespas maravilhosas aumentou bastante. Já ouvi alguns falando que é moda, mas quero deixar bem claro que nossos cabelinhos naturais vieram pra ficar, viu?!

Eu (e sei que muitas outras mulheres também) alisei meu cabelo por muito tempo, desde os 11 anos de idade. Os motivos que me levaram a implorar pra minha mãe que deixar eu fazer um processo químico permanente é que sempre riam de mim quando eu usava o cabelo solto, por causa do volume, e também porque penteavam meu cabelo seco e isso machucava muito a minha cabeça.

Mesmo antes de dar relaxamento no meus fios eu só andava de tranças. Foi o jeito que encontrei de domar aquele meu cabelo rebelde, como todo mundo dizia. Lembro perfeitamente da minha sensação de liberdade da primeira vez em que vi meus cabelos escorridos. Pela primeira vez eu poderia usá-lo solto porque as pessoas não ririam e nem debochariam. Eu finalmente estava bonita.

Todo essa questão é enfiada na nossa cabeça por uma cultura que impõe um padrão estético eurocêntrico, ou seja, quanto mais branco na cor da pele e quanto mais liso o cabelo, mais bonita é a pessoa. O que não tem fundamento nenhum, visto que a beleza de cada um é única e esse padrão só reforça o racismo nosso de cada dia.

Eu não sei bem o que desencadeou essa vontade de voltar aos cabelos naturais, mas com certeza esse movimento só vai aumentar. É importante demais quando a gente vê uma pessoa feliz com o tipo de cabelo igual ao nosso. Isso é representatividade! Principalmente para que as crianças já cresçam amando quem elas são e seus caracóis lindinhos.

Por isso, não diga que cabelo cacheado/crespo é moda no intuito de diminuir essa luta. Ter o cabelo natural é identidade, faz parte de quem você é. É se reconhecer e melhorar sua autoestima, pois sabe que pouco importa o que as pessoas possam achar, você é linda! Seu cabelo é lindo! Não importa se te disseram a vida toda que ele era ruim, pixaim, de "bombril, fuá. Ele é lindo e você sabe disso. E isso é tudo o que importa.

Cabelos crespos e cacheados são tão bonitos quantos os lisos e assumir eles naturais é nossa forma de dizer isso ao mundo. De dizer que a herança negra (cabelos cacheados e crespos são raízes da negritude) também é linda e o que vem dela não deve ser marginalizado. É empoderamento estético.

É incrível como toda essa transformação mexe com a gente. Cabelo é uma coisa que mexe muito com a autoestima das mulheres, em geral, e posso dizer que meus cachos me mudaram muito. Hoje eu sou uma pessoa mais feliz e segura. Não imaginava que algo que, teoricamente, é tão pequeno pudesse trazer tanta coisa boa pra minha vida.

Então não tem nada de moda, viu? É a nossa resistência. Temos um lugar no mundo e não vamos deixar ninguém ocupar por nós. Já nos negamos tempo demais. Essa história só começa na raiz dos fios. Ela espalha por todo o nosso corpo, transforma. Não é só sobre cabelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário